Sahara Ocidental: Marcelo Rebelo de Sousa e os presos políticos de Gdeim Izik

  
 Face ao estado calamitoso que atravessa o Sahara Ocidental, mais concretamente (neste caso) a situação dos presos políticos Saharauis, detidos arbitrariamente e pertencentes ao grupo de Gdeim Izik; num momento particularmente difícil das suas vidas, no qual decidiram fazer uma greve de fome por tempo indeterminado, e passados que eram já 32 dias dessa dura greve de fome, a AdalaUK em conjunto com a AdalaPT, decidiram recorrer ao Presidente da Republica Portuguesa, entre outras entidades.

Assim, a nossa companheira portuguesa enviou ao Dr. Marcelo Rebelo de Sousa, o e-mail que abaixo se transcreve: 

Recebemos pela mesma via a seguinte resposta:

   

 Agradecemos ao Dr. Marcelo Rebelo de Sousa ter respondido ao nosso apelo.

Talvez estivéssemos à espera de algo mais. Seguramente que sim.

Esperávamos em primeiro lugar, uma resposta mais célere, com mais conteúdo, uma resposta que nos mostrasse o quanto o Presidente da Republica Portuguesa estava solidário com a nossa causa e com o povo Saharaui.
Talvez porque a historia me “mostrou” que os portugueses são um povo muito humano e solidário. 

Contudo, limitou-se o Sr. Presidente a responder-nos com o artigo 135 da Constituição da Republica Portuguesa e a fazer chegar a nossa missiva a quem de direito.
Ainda assim, vou acreditar que o nosso apelo não “caiu em saco roto” .

A trajectória do Dr. Marcelo Rebelo de Sousa enquanto Presidente da Republica, tem-se pautado por actos mais “populares” e menos “pomposos”. A sua personalidade simples e pragmática leva-me a pensar no eventual “apoio” que poderá dar à questão do Sahara Ocidental e ao seu povo.

Afinal, o direito à autodeterminação dos Saharauis é legitimo e reconhecido. Se bem que a ONU ao invés de utilizar os mecanismos previstos na Carta das Nações Unidas e obrigar Marrocos a assumir os seus compromissos, parece estar “adormecida”. Se por vezes avança, rapidamente recua e recomeça a “passividade”.
Já é tempo de “des” colonizar a ultima Colónia de África. A questão meramente Politica, tornou-se numa questão de Direito e os Saharauis “oscilam” entre ambas. Até quando?

Anuncios

Responder

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión / Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión / Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión / Cambiar )

Google+ photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google+. Cerrar sesión / Cambiar )

Conectando a %s